Cidade Baixa: conheça um dos lugares mais gostosos de Salvador

Resolvi começar aqui falando sobre um local que desde pequena frequentava, mas que só há alguns anos pude conhecer melhor seus encantos. A Cidade Baixa remete a minha infância nas cidades do interior e ilha de Itaparica. Sua aparente tranquilidade, casas coloridas com gente sentada à porta, sua geografia, sua história… tudo é memória afetiva. Acredito que ainda preciso explorar muito a região (aceito sugestões), mas minha experiência já permite traçar um roteiro delicioso pra quem deseja passar um dia por lá!

 

Praia do Meio 

Nossa primeira parada é a Praia do Meio, que fica localizada ao lado da Praia de Boa Viagem. Ela é simplesmente encantadora! Além de oferecer uma panorâmica vista da nossa costa, suas águas são tranquilas e mornas, ideal para o lazer infantil. Neste dia foi possível ver peixinhos nadando bem próximos a nós!

Chegando à praia

Diferente da maioria das praias da cidade, o local conta com barracas (isso porque somente as mesas ficam na faixa de areia), o que nos proporciona uma maior comodidade. Contudo, isso também faz com que a praia atraia muita gente – e na maior parte das vezes som alto. Sendo assim, prefira ir lá em dias de semana (exceto segunda, que costuma ser dia de folga de muitos trabalhadores), e se possível pela manhã.

À direita, Praia de Boa Viagem e Forte de Mont Serrat

 

Ponta de Humaitá

Saindo da praia fomos direto ao Humaitá, que são lugares vizinhos, o que permite ir a pé tranquilamente. Conhecida por abrigar uma das melhores vistas para o pôr do sol da cidade, a Ponta de Humaitá está situada na Península de Itapagipe, próximo ao Forte de Monte Serrat. Devido a sua beleza, ela costuma ser utilizada como ambiente para diversos  ensaios fotográficos.

Igreja Nossa Senhora de Monte Serrat e Farol

O local conta com um farol, balaustrada, restaurantes e a pequena igreja de Nossa Senhora de Monte Serrat. O Humaitá foi requalificado há alguns anos, mas já é possível observar alguns danos em sua estrutura. Porém, nada que nos impeça de admirar uma das mais belas vistas da Baía de Todos os Santos. No dia do passeio não encontramos qualquer tipo de segurança no local, então nunca é demais se precaver.

 

Restaurante Tijupá

Já passava das 14h quando resolvemos ir almoçar. Depois de uma breve pesquisa decidimos ir conhecer o famoso Restaurante Tijupá, situado no Saveiro Clube da Bahia, na Ribeira. O local encanta pela sua bela vista da Enseada dos Tainheiros. Imaginamos que um jantar à luz da lua ali deva ser incrível! Contudo, nos assustamos com a quantidade de lixo e poluição na região. Chegamos a conversar a respeito com a garçonete que nos atendeu – atendimento impecável, por sinal -, que nos relatou a existência de comerciantes que vinham de longe descartar lixo por ali. Triste.

À noite essa vista fica tão linda quanto

O Tijupá é menor do que esperávamos. Ficamos surpresas em saber que ali eram realizados shows, que vão da MPB  ao pagode baiano. Em tais dias, parte das mesas é retirada, dando espaço para a plateia se acomodar e curtir o som. O cardápio é formado basicamente por pratos da culinária regional, especialmente os que levam mariscos e frutos do mar. Decidimos pedir um ensopado de camarão e questionamos se a porção para uma pessoa serviria duas, mas daí a funcionária nos deu a feliz notícia de que o prato para duas pessoas estava em promoção! Pagamos cerca de 60 reais, quando originalmente  a iguaria custaria R$ 95,90 (preços de janeiro de 2017).

O atendimento foi rápido, ao contrário do que li em resenhas feitas sobre o local. Achamos o prato bastante saboroso, mas com pouca quantidade de camarão. Ainda assim é suficiente para duas pessoas comerem e repetirem! Ponto para a farofa de manteiga, que estava divina.

Uma bacia dessa farofa, por favor

Achamos que o Tijupá é um dos melhores restaurantes da região, oferecendo preços razoáveis (se comparado a outros estabelecimentos de grande fama), boa comida e serviço, além de uma bela vista do local. Se for passear pela Cidade Baixa não deixe de ir conferir!

 

Sorveteria da Ribeira

Saímos tão cheias do almoço que não conseguimos nem pensar em sobremesa, mas ainda assim decidimos ir até a tradicional Sorveteria da Ribeira fazer uns registros e provar umas colheres (ninguém é de ferro hehe). Porém, aparentemente o responsável por um ônibus repleto de turistas teve a mesma ideia nossa, pois a fila estava absurda.

Como em todo comércio que alcança notoriedade, no entorno foram surgindo outros estabelecimentos concorrentes. Sendo assim, lá fomos nós explorar a concorrência. Optamos por conhecer a Sorveteria Primavera, que possui sorvetes tão gostosos quanto os da vizinha, mas que pratica um preço bem melhor. Eles ainda oferecem o sorvete na pedra, no qual você pode escolher recheios para tornar a mistura ainda mais gostosa. Infelizmente não tivemos barriga para provar a delícia, mas já fica a vontade de voltar lá para saborear a novidade!

A famosa!

A Sorveteria da Ribeira atualmente possui pontos de vendas em diversos outros bairros e shoppings da cidade. A tradição e a variedade de sabores são os maiores responsáveis por sua fama, pois a qualidade do sorvete já não é a mesma. Salvador atualmente conta com locais que oferecem sorvetes e gelatos com sabor e preço melhores. Ainda assim a indicamos como uma interessante “experiência antropológica”, afinal, não é todo dia que encontramos uma sorveteria com mais de 80 anos de história.

 

A Cidade Baixa oferece esses e muitos outros encantos. Acha que algum outro merece aparecer aqui? Comenta aí!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *